É Assim Que Te tornas Pouco Atraente Sem Dares Conta

Há muitos comportamentos ou “maus hábitos” que as pessoas têm que os fazem parecer pouco atraentes, irritantes ou alguém com quem ninguém quer estar por perto.

Algumas dessas características prejudiciais são as descritas abaixo, e se perceberes que incorporas qualquer uma delas – sai! Vais ver o teu círculo de amigos crescer depois de o fazeres.

1. És auto-absorvido

Muitas pessoas fazem isso sem perceber. Concentras-te apenas em ti mesmo, falas apenas sobre ti mesmo e muitas vezes não te importas com o que os outros ao teu redor têm a dizer. Achas que és o único que importa. Se este és tu, é hora de mudar. Ninguém quer ser amigo de alguém que só se importa consigo mesmo.

2. Concentras-te na beleza exterior, ignorando o que está dentro

Surpreendentemente, a verdadeira beleza vem de dentro do teu coração, corpo e alma. A tua aparência física não é o que mais importa, mas pessoas com comportamentos pouco atraentes pensam que a beleza exterior é tudo o que importa. Dá uma olhada no espelho – profundamente dentro de ti – e poderás ver o que está por baixo. Uma pessoa feia. A menos que mudes a tua maneira de pensar.

3. Estás sempre em competição

Tu és a pessoa que tem que ser melhor que todos os outros, ver mais, fazer mais? Se sim, és uma pessoa pouco atraente. Deves te preocupar mais com os teus amigos e deixá-los ter o seu momento. Se eles superaram o medo de altura e subiram a 2 metros de altura, não digas: “Isso é tudo? Eu subi 9 metros! ”Em vez disso, diz:“ Uau! Fantástico. Estou muito orgulhoso de vocês.”

4. Tu vês os teus amigos como inimigos

As pessoas que são vistas como pouco atraentes costumam brigar com os seus amigos. Em vez de te juntares a eles e realmente seres capaz de cuidar dos outros, tu estás sempre a virar-lhes as costas. Os teus amigos não são teus inimigos. Eles são teus aliados.

5. Questionas a tua importância para com os outros

Tu és definitivamente uma pessoa pouco atraente quando questionas constantemente por que os outros não te vêem tão importante quanto tu achas que deveriam. Por exemplo, dois dos teus amigos foram para algum lugar sem ti – não importa para eles -, mas para ti sim. Deixa isso para trás. Eles ainda são teus amigos e as suas vidas não param quando tu não estás por perto.

6. Tu és o chefe

Num grupo de amigos, todos devem estar em igualdade de condições. Se tu és o único a tomar decisões, constantemente precisando de estar no comando ou a tentar controlar o que os outros estão a fazer, estás a agir de maneira pouco atraente.

7. Tu és desonesto

Quando se trata de ser um grande amigo, ou alguém que os outros querem estar por perto, tu precisas ser honesto. Muitas pessoas que participam de comportamentos feios são frequentemente desonestas, mentindo sobre tudo, perguntando sobre cada pergunta feita a elas e como elas realmente se sentem sobre coisas diferentes. Sim, a honestidade é a melhor política.

8. Tu és rude

Se és a pessoa que costuma ser grosseira, ofensiva ou constrangedora para os teus amigos com comentários rudes em público – saia. Tu não és alguém que as pessoas gostam de estar por perto. Haverá momentos em que tu não concordas com alguém, ou vês algo que não querias ver, mas não faz sentido fazer uma cena, porque estás a fazer com que todo o mundo olhe para o teu comportamento terrível e eles não estão a ver o que tu estás vendo.

9. Tu és duvidoso, mas dependes dos outros

Tu estás lá quando os teus amigos pedem ajuda? Ou estás sempre ocupado quando alguém precisa de ti? Se és a pessoa com quem ninguém pode contar, é uma qualidade pouco atraente em amizades. Da mesma forma, se tu és quem está sempre pedindo ajuda de outras pessoas, mas nunca oferecendo a tua quando elas precisam, essa é outra qualidade pouco atraente que ninguém deseja num amigo.

10. Tu és sempre negativo

O pessimismo não é uma qualidade atraente. Se tu estás constantemente colocando as coisas para baixo, ou vendo situações sob uma luz negativa, tenta mudar a tua atitude. Ninguém quer ser amigo de alguém que está constantemente a ver o negativo em vez do positivo.

Por Que Criticar os Outros É Muito Mais Prejudicial Do Que Pensas

Criticar os outros é uma característica do ser humano, diz a minha mãe, todos nós fazemos isso! Esta afirmação soa-me um pouco ao mesmo que dizer “eu sou assim!”. Mas não será isso burrice, pouca vontade de mudar, comodismo? Ou será que somos mesmo comandados pelo nosso cérebro que nos diz “eu sou assim!” como quem diz, não há nada a fazer?

Já pensaste como há pessoas que não pensam duas vezes antes de criticar outra pessoas? Como os seus níveis de tolerância são praticamente inexistentes tornando-os argumentativos e facilmente irritados? Bem, a verdade é que sempre existirá diferenças entre nós e como eu, pessoalmente, não quero criticar ninguém, devo dizer que de certeza essas pessoas simplesmente desconhecem as repercussões do seu comportamento. Tenho a certeza de que não continuariam.

Então cá estão três maneiras pelas quais o acto de criticar cria uma forma destrutiva de energia, atingindo muito mais do que imaginamos…

Energia Negativa:

Quando mandas energia negativa noutro ser humano, estás a machuca-lo, quer percebas ou não. Tens a capacidade de interferir na auto-estima e no valor próprio da outra pessoa, que causa mudanças na sua maneira de ser e na maneira como percebem o mundo ao seu redor. Ao mesmo tempo, envias energia negativa para fora do universo por si só. O que envias é o que recebes de volta. Gostarias que alguém fizesse ou dissesse alguma coisa para te machucar? Claro que não! Sê porreiro. Sê maduro. Não nos esqueçamos da Regra de Ouro. Todo mundo comete erros. Erros são ferramentas necessárias de sabedoria e crescimento. Se realmente sentes que alguém está a errar, então não lhes dês nenhuma energia! Focar a tua atenção apenas lhes dá mais poder.

Psicologia:

Quando fazes declarações depreciativas sobre os outros, estás realmente a falar sobre ti mesmo! Quando um indivíduo ataca outro, é um mecanismo de defesa. O seu comportamento é um produto de sentimentos e problemas com os quais eles estão a tentar lidar. É um comportamento que faz com que pareçam “menos do que.” Eles estão a anunciar ao mundo que não estão centrados e que há um desequilíbrio de harmonia nas suas vidas, o que requer que eles ponham a culpa em algum lugar. O ego é que está aqui a trabalhar, e sempre que o ego assume o controle, podes ter certeza de que não será uma experiência positiva. O ego só procura o número um. É egocêntrico e não centrado em ti. Grande diferença! Respeita-te respeitando os outros. Honra e ama-te a ti mesmo e nunca irás desonrar ou odiar o outro.

Consciência Coletiva:

Estás a aumentar a consciência, iluminação e evolução da humanidade, agindo de uma forma que aumenta a vibração do planeta como um todo, estás a mandar-nos para trás, enviando energia vibracional inferior? Vamos dar um exemplo positivo aos nossos filhos – o futuro da humanidade. Sim, ainda temos guerras. Sim, ainda testemunhamos injustiças. Ninguém está imune a sentir simpatia pelo sofrimento humano que acontece no mundo.

Então a questão é, perpetuas essas coisas gastando o teu tempo e atenção escolhendo pensamentos e palavras de raiva e discórdia, ou estás disposto a gastar o teu tempo tentando elevar o planeta, elevando os outros e inspirando esperança para uma paz futura? Raiva gera raiva. Violência gera violência, e é por isso que há tanta dor no mundo. No entanto, nunca devemos aceitar comportamentos que descaradamente prejudiquem outro ser humano. Então, para aqueles que professam estar fortemente contra as atrocidades da humanidade, coloca a tua paixão ao trabalho, fazendo tudo o que puderes para vir de um lugar de amor e estar ao serviço daqueles que precisam de ajuda – não de um local de raiva da tua situação e ódio pelos teus opressores. Se te envolveres neste último, tudo o que estarás a fazer é simplesmente adicionar força e impulso às energias com as quais alegas estar a lutar, o que apenas perpetua o ciclo interminável. Não podemos resolver os problemas do mundo com a mesma mentalidade com que foram criados. São as nossas intenções puras e amorosas, desprovidas de ego, que apoiarão o bem maior de toda a humanidade.

Cada mudança pessoal na autoconsciência e o acto de focarmos no bom e no positivo – por menor que pareça – ajuda e apoia a transformação de todo o planeta. Este é um papel ativo que todos podemos alcançar individualmente. Se sentes que ainda não encontraste o teu propósito na vida, este será sempre um, ensinar e contribuir para a expansão de uma consciência de unidade harmoniosa e pacífica. As mudanças mais importantes e de maior alcance são aquelas que fazes dentro de ti.

A humanidade está interligada. Nós somos uma parte de um todo. Não há separação. O que tu fazes com o outro, fazes para ti mesmo e para o planeta. O que afeta uma pessoa realmente afeta a todos nós. Nós não somos impotentes para mudar o mundo. Cada pessoa é importante e tem o poder de tornar o mundo um lugar melhor. Vamos nos concentrar nessa energia, a energia que queremos aumentar, não a energia negativa de tudo o que vemos de mau no mundo. Alguns dizem que a violência e sofrimento é a realidade e criticam os outros por não parecerem dolorosamente cientes disso, porém, eu digo que é porque estamos conscientes de que nós devemos nos esforçar para criar uma nova realidade e parar de reforçar e alimentar a velha e dolorosa realidade. Mesmo a menor contribuição positiva é realmente significativa e causa uma mudança na direção certa.

Nós sabemos que somos todos diferentes Dito isto, a linha de fundo está sempre lá. Se não pode dizer algo de bom, bem, tu sabes o resto …

 

“Tu não és uma gota no oceano. Tu és o oceano, numa gota.” Rumi


Que pensas sobre este assunto? Deixa a tua opinião 😉

 

5 Passos Para Parar Com os Pensamentos Negativos Rapidamente

Ninguém se sente bem depois de receber um feedback severo ou de cometer um erro. É natural sentires-te mal quando enfrentas um revés. Mas para muitas pessoas, os pensamentos negativos podem penetrar nas suas mentes de uma forma sorrateira.

Talvez te sintas um impostor, como se não fosses qualificado ou talhado para o teu trabalho. Ou talvez gastes muito tempo a fazer comparações. Preocupa-te que estejas a ficar para trás. Julgas-te a ti próprio em relação a colegas, amigos e estranhos na internet que parecem ter mais sucesso do que tu.
Pensamentos negativos são naturais. Ninguém pode ser positivo 100% do tempo. Os erros de mentalidade são comuns até entre as pessoas mais inteligentes e bem-intencionadas. É simplesmente parte do ser humano, uma resposta evolutiva projetada para mantê-lo seguro e protegido.
Mas os problemas surgem quando os teus pensamentos irracionais enlouquecem. Pode não só interferir com a tua produtividade e foco, mas também limitar o teu sucesso. Reconhecer e libertar pensamentos inúteis é fundamental para libertar o stresse que eles trazem e maximizar o teu potencial de criatividade e sucesso.
Uma forma eficaz de trabalhar com pensamentos negativos é seguir um simples exercício de atenção plena, o CONSCIENTE, que significa permitir, observar, agir, repetir, esperar.
Vê como isso funciona:

Permitir

Permite que os teus pensamentos e sentimentos entrem e saiam como o tempo. Isso ajuda-te a aceitar que pensamentos negativos são uma resposta temporária a uma situação, não um sinal de que tu és uma pessoa má ou incapaz.

Assistir

Presta atenção às histórias que tu dizes a ti mesmo, como por exemplo “isso sempre acontece”, “eu nunca faço nada certo” ou “eu deveria ter feito …”. Tu podes escolher uma narrativa desamparada ou empoderadora. Escolhe com sabedoria perguntando a ti mesmo: “O que está dentro do meu controle?”

Reconhecer

Nomeia as emoções que te surgem. Em vez de “sinto-me mal”, vai mais fundo. Sentes-te preocupado? Ressentido? Assustado? Pesquisas mostram que rotular sentimentos é uma maneira poderosa de lidar com o stresse e desenvolver uma inteligência emocional melhor.

Libertar

Especialistas em mindfulness, como o Dr. Bob Stahl e Steve Flowers dizem:
“Tu não precisas acreditar em tudo o que pensas. Por que ficar numa prisão quando a porta está aberta? Deixa tudo ir. Deixa tudo ser.”

Aliviar

A etapa final na estrutura do CONSCIENTE é praticar a autocompaixão. Espera melhorias realistas. Sê paciente contigo mesmo. Mudar a tua mentalidade não é um processo de um dia só.
Pensamentos negativos ainda aparecerão de tempos em tempos. Está tudo bem! Pensa neles como uma oportunidade para praticar o teu novo hábito e logo será natural.
Fonte: inc.com

Deixa-nos o teu comentário e partilha se gostas deste artigo 💛💛💛

15+ Coisas Que As Mulheres De 40 Querem Dizer Às De 30

Tenho 43 anos. Estaria a mentir se dissesse que a chegada dos 40 não me incomodou. Parece que com 40 anos eu já deveria ter chegado a outro ponto da minha vida, ser a imagem perfeita de uma esposa, mãe, mulher de negócios ou qualquer outra exigência que me coloquei quando era mais nova.

A minha vida agora é muito boa, mas se eu pudesse ter planeado tudo ou feito as coisas de maneira diferente – definitivamente não teria sido assim. Felizmente, devido aos desafios passados ​​na minha vida, fui forçado a aprender novas ferramentas e algumas das minhas experiências anteriores forçaram-me a fazer coisas que eventualmente se tornaram boas.

Pois aqui estão, 20 coisas verdadeiramente honestas que as mulheres de 40 anos gostariam de dizer à de 30:
1- Ama-te e aceita-te completamente
Acredito verdadeiramente que se eu tivesse aceitado as partes boas e más de mim mesma enquanto mais jovem, teria evitado muitas das decisões erradas que fiz na minha vida. Uma vez que sabes quem realmente és, começas a amar-te e aceitar-te completamente e a partir daí és capaz de amar e sobretudo aceitar os outros como são o que te dá uma muito maior probabilidade de manter relacionamentos saudáveis.
2- Alimenta a tua alma 
Qualquer que seja a tua paixão ou o que quer que gostes na vida, certifica-te que alimentas a tua alma com o que te inspira. Se não tiveres a certeza de qual é a tua paixão, experimenta coisas novas e experimenta diferentes atividades até encontrares algo que te dê aquela sensação de calor e liberdade.
3- Encontra uma forte rede de apoio
Por muito tempo eu tentei fazer tudo na minha vida sozinha e com pouca ajuda de outros. Mais tarde percebi que ter uma rede forte de apoio de amigos e pessoas seguras para compartilhar a minha vida é muito gratificante. Encontrar e cultivar novas relações com outras pessoas que te amam e apoiam, não importando nada mais, é muito importante na vida.
4- Sê autêntica 
Durante alguns dos meus momentos mais difícil na vida, eu usava uma máscara bonita e sorridente no rosto, não importa o que eu estava a passar. Apenas algumas pessoas na minha vida sabiam o que estava realmente a acontecer durante os meus testes mais difíceis. Assim que começas a mostrar aos outros que tens altos, baixos e lutas na vida como toda a gente, tornas-te mais confiável e sincera com os outros.
5- Vive para ti 
Uma grande parte da minha vida foi para cuidar de todos os outros o que resultou em não ter nenhum tempo para mim. Os meus motivos e razões para fazer as coisas dessa forma estavam errados, o que tornava a minha vida muito mais difícil do que tinha que ser. Não podes fazer com que todos na tua vida sejam felizes. Assim que começares a tomar as melhores decisões para ti mesmo em vez de para os outros, a vida fica mais fácil.
6- Não te comprometas demais 
Eu poderia ter evitado alguns relacionamentos menos bons se soubesse isto quando eu era mais jovem. Compromisso é necessário em qualquer relação próxima, porque somos todos diferentes e temos desejos diferentes. O compromisso é uma coisa boa na maioria das vezes, se o comprometimento é igual em ambos os lados mas se desistes dos teus desejos e necessidades, a maior parte do tempo, pela relação, é hora de reavaliares essa relação e decidires se é realmente saudável para ti.
7- Viaja mais 
Esse pode ser o teu maior arrependimento. O dinheiro pode comprar coisas materiais ou memórias. Se tivesse pensado dessa maneira, teria deixado de fazer as compras sem sentido com coisas materiais e teria gasto o meu dinheiro pelo menos num novo destino por ano. Viajar cria uma sensação de liberdade e mostra-nos como os outros vivem em diferentes partes do mundo.

 

8- Preocupa-te menos 
Preocupar-me desencadeou a minha ansiedade e mostrou uma parte feia de mim durante muito tempo. Quando percebes que preocupares-te não vai mudar o resultado, começas a aceitar tudo o que vai acontecer contigo. Uma vez que parei de me preocupar tanto sobre tudo, os meus níveis de stresse diminuíram imenso.
9- Pára de comparar 
Assim que te apercebes que comparar a tua vida à dos outros não leva a lado nenhum, senão deitar abaixo a tua própria auto-estima, eventualmente paras. Haverá sempre alguém que é mais inteligente, mais bonita ou melhor do que de eu, e eu aceitei isso. No momento em que começo a comparar, imediatamente mudo o meu padrão de pensamento para o que sou grata pela minha vida e sigo em frente.
10- Esquece as expectativas

Eu tinha a síndrome do romance a crescer, sabes, o que vais encontrar o príncipe encantado, casar e viver feliz para sempre? Quando percebes que ainda podes ter sonhos sobre a tua vida, mas largando as expectativas em relação a outras pessoas, realmente começas a viver a tua vida no momento. Uma expectativa colocada na outra pessoa é na verdade apenas um ressentimento premeditado.

11- Para e admira as pequenas coisas
Isso é tão simplista, mas atualmente estamos vivendo num mundo onde todos estão conectados a um dispositivo electrónico e está a tornar-se cada vez mais difícil desconectar e aproveitar tudo que faz a vida valer a pena. Para para desfrutar de um nascer do sol ou pôr do sol, aprecia as estrelas numa noite limpa, pára e cheira as flores. Vai até ao mar ou visita as montanhas e admira a natureza. .”

12- Para de te importar com o que os outros pensam de ti 
Eu queria ter percebido isso muito mais cedo. Eu estava tão preocupada com o que os outros pensavam sobre mim que muitas vezes dizia só o que eles queriam ouvir ou fazia o que eles queriam que eu fizesse. Quando me apercebi que o que os outros pensam a meu respeito não é da minha conta  fui capaz de viver a minha vida com o que verdadeiramente me interessa. A verdade é que é impossível agradar a todos, então precisas de te concentrar em ti mesma e fazeres o que é bom para ti.

13- Abraça as mudanças 
Quando eu era mais nova eu ​​queria ser previsível, ser mais estável. Sentia-me mais segura ao pensar que a minha vida seria praticamente a mesma ao longo dos anos. Quando fui confrontado com muitas mudanças ao mesmo tempo, não lidei bem com isso. Desde então, percebi que a única coisa que posso contar na vida é a mudança. Uma vez que sejas capaz de abraçar a mudança e saber que a vida pode tomar uma variedade de diferentes rumos, estás pronta para o desafio e mais adequada para aceitar o que vier pelo caminho.

14- NÃO é uma frase completa 
Eu tenho dificuldade em dizer não. Eu quero dizer sim o tempo todo e fazer todo o mundo feliz, mas isso é impossível. Quando digo NÃO tenho sempre a necessidade de me justificar ou explicar a situação.Quanto mais velha fico, mais percebo que o NÃO é uma frase completa e que não tenho que me justificar a seguir. Uma vez que ganhamos confiança no ‘não’, mais fácil se torna de tomares decisões por ti mesmo e não pelos outros.

15- Vive para trabalhar, não trabalhes para viver
Se eu pudesse fazer tudo de novo, eu teria tentado muitas carreiras diferentes e escolhido uma que me servisse melhor. Uma vez que decides sobre uma carreira em que te vês a fazer para o resto da vida, tornas-te numa pessoa que vive para trabalhar porque adora a sua carreira de escolha. Muitas pessoas estão presas a trabalhas que detestam porque precisam do cheque ao fim do mês no entanto essa não é uma existência muito feliz.

14. Perdoa-te a ti mesma e aos outros 
Eu vivi uma boa parte da minha vida zangada e amargurada com algumas coisas que aconteceram na minha vida e algumas vezes achei que a culpa era 100% dos outros.  Quando percebi que a falta de perdão para com os outros e para comigo mesma, por coisas passadas, me estava a impedir de ser feliz, eu mudei. Levou um bocado até conseguir perdoar mas depois disso experimentei o que é a liberdade. Assim que sejas capaz de realmente deixar ir as mágoas do passado feitas por ti ou pelos outros, vês a vida e o amor sob uma luz positiva.


Gostaste deste artigo? Partilha com os teus amigos e deixa-nos a tua opinião 💛💛💛

10 Maneiras de Te Libertares da Mentalidade de Agradar A Todos

Ter uma mentalidade de agradar a todos é um hábito que drena a alma. E a maioria das pessoas alegremente abusará de ti se permitires essa liberdade.

Como qualquer outra mentalidade limitadora, as pessoas agradáveis surgem de um padrão de pensamento negativo na sua mente subconsciente. Tais padrões de pensamento geralmente desenvolvem-se a partir de experiências negativas da infância. Por exemplo, um pai que te censurava, que te fez sentir que não eras bom o suficiente até que tenhas atingido certas expectativas.

Mas a boa notícia é que podes superar essa mentalidade cultivando a autoconsciência. Aqui estão dez maneiras de te libertares da mentalidade de agradar a todos.

1. Fica atento aos teus pensamentos

Carl Jung disse: “Até que tornes o inconsciente consciente, ele direcionará a tua vida e tu chamarás de destino”.

Um passo crucial no descarte de padrões de pensamentos negativos é tornar-se “consciente” de que o padrão de pensamento realmente existe. Tornar-se consciente é como observar um pensamento objetivamente (da perspectiva de uma terceira pessoa) sem se envolver com o pensamento. Na psicologia, isso é conhecido como “metacognição”.
Toda vez que te sentires obrigado a agradar os outros, usa esta técnica para te tornares consciente dos pensamentos na tua mente. Uma vez ciente, não estarás mais a viver no modo automático e o padrão de pensamento começa a perder o seu controle inconsciente sobre ti.

2. Fica atento ao teu comportamento

Tal como acontece com os pensamentos, estende a tua atenção para o teu corpo, permanecendo consciente de como te estás a sentir em qualquer momento, a tua postura, a tua respiração, os teus maneirismos e linguagem corporal.
Desta forma, podes perceber quando estás a exibir uma linguagem corporal mansa e conscientemente alterá-la para uma mais autoritária. Por exemplo, se te sentires curvado, fica em pé. Se a tua respiração é superficial, respira mais profundamente.
Mudar conscientemente a tua linguagem corporal fortalecerá a tua atenção e te dará controle sobre os padrões de pensamentos negativos que estão sendo acionados.

3. Ouve afirmações positivas

As afirmações são uma ótima maneira de começares a reprogramar a tua mente. Podes ouvir afirmações ou dizê-las a ti mesmo (ou na tua mente).
A seguir, exemplos de afirmações positivas que podes usar:

 

  • Eu sou perfeita como sou; Eu não preciso da aprovação de ninguém.
  • Não é importante o que os outros acreditam em mim. É importante apenas o que eu acredito sobre mim mesmo.
  • Eu amo e aceito-me  incondicionalmente.
  • Não há nada que seja bom demais para mim. Eu mereço tudo de bom que a vida tem para oferecer.
  • A minha felicidade não depende de outras pessoas e não cabe a mim deixar os outros felizes.

 

O melhor momento para praticares as afirmações é antes de ir para a cama e assim que acordas.

4. Não estejas sempre disponível

Se as pessoas acharem que estás sempre disponível, elas começarão a dar-te como garantido. Uma solução simples é começar a jogar duro para conseguir. Adquire o hábito de dizer às pessoas que estás ocupado, independentemente de estares ocupado ou não.
Também ajuda a ter metas claras na tua vida, pois as metas ajudam-te a avaliar o teu tempo. Lembra-te de dar aos teus objetivos a máxima prioridade em todos os momentos. Tudo vem depois.

5. Para de procurar aprovação

Torna-te consciente da tua necessidade de procurar a aprovação de outras pessoas. Quando procuras a aprovação de alguém, estás praticamente a dar o teu poder a eles. Assegura-te de que tu és o suficiente e não precisas de validação externa.

6. Não tenha medo de críticas

Aristóteles disse: “Só há uma maneira de evitar críticas: não faças nada, não digas nada e não sejas nada”.

Percebe que não importa o que faças, sempre haverá pessoas que te vão criticar. E tudo bem, porque a única opinião que importa no final é a opinião que tens de ti mesma.

7. Diz NÃO com afirmação

Aprende a dizer “não” e sê franco acerca disso. Percebe que não precisas de explicar, hesitar ou pedir desculpas ao dizer “Não”. Na verdade, a palavra “NÃO” em si é uma frase completa. Nunca digas coisas como: “Vou pensar sobre isso” ou “Eu falo depois contigo sobre isso.” Isso só irá incentivar as pessoas a continuar a importunar-te.

8. Corta pessoas tóxicas da tua vida

Torna-te consciente das pessoas na sua vida que te drenam e faz uma resolução para eliminar essas pessoas lentamente da tua vida. Acredita que mereces estar perto de pessoas melhores e conscientemente cuidar delas.

9. Visualiza-te como um indivíduo transformado

Segundo o neurocientista Joe Dispenza, “podemos moldar e modelar o nosso cérebro prestando atenção a uma ideia”.

Visualiza-te como um indivíduo transformado, sentindo-se positivo, exibindo uma linguagem corporal autoritária e exalando confiança. Sente-te auto-validado, valoriza o teu tempo e diz não às coisas que não te servem. Tu estás cercado de pessoas que te valorizam e respeitam.
Simplesmente segura essa imagem na tua mente pelo maior tempo possível. Fazendo isso por alguns minutos todos os dias é suficiente para trazer grandes mudanças ao teu cérebro e corpo.

10. Medita para aprofundar a tua consciência 

A prática regular de meditação pode transformar o modo como a tua mente funciona. Mesmo uma prática simples como a meditação da respiração será suficiente. O benefício mais importante da meditação é que ela ajuda a desenvolver a autoconsciência e a autoconsciência é crucial quando se trata de mudar padrões de comportamento.
Finalmente, deixo-te com esta citação esclarecedora do Dr. Suess:

“Seja quem você é e diga o que você sente, porque aqueles que se importam não importam e aqueles que importam não se importam”.

8 Dicas Para Ajudar-te a Acordar e Sair da Cama Depressa

Estás atrasada para o trabalho (de novo), porque não conseguias sair da cama. Se é difícil para ti arrastares-te daquele lugar confortável, aqui estão algumas dicas para saíres da cama rapidamente e ajudar-te a acordar mais alerta:

1. Avalia a tua saúde
A tua sonolência de manhã pode estar relacionada com a saúde. Talvez precises de um plano de dieta e exercício melhor, ou talvez tenhas apneia do sono.

2. Deixa uma bebida na tua mesa de cabeceira
Beber um copo de água, logo pela manhã pode ajudar-te a acordar de imediato. Para casos extremos, deixa um pouco de café ou outra bebida com cafeína, ainda que não seja exatamente o mais saudável.

3. Posiciona o teu despertador estrategicamente
Se colocares o despertador do outro lado do quarto ou fora da porta isso vai forçar-te a levantares-te para o desligar (esta eu já usei e funciona, pois claro).

4. Compra um despertador com iluminação
Sei que há por aí uns despertador à venda que têm iluminação gradual, a luz vai ficando mais e mais brilhante, qual nascer do sol.

5. Saca uma aplicação despertador que te obrigada a levantar
Também ouvi que há uma app, chamada SpinMe (confesso que não testei nem procurei ainda) que só se desliga depois de te levantares e dares duas voltas. Dificilmente vais encontrar alguma coisa mais eficiente.

6. Não bebas cafeína ou álcool na noite anterior
Demora algum tempo até a cafeína e o álcool saírem do sistema, então para uma melhor noite de sono, abstém-te de beber estes líquidos na noite anterior.

7. Tenta cheirar sais
Sais de cheiro têm reavivado pessoas há centenas de anos, mas não precisas de cheirar nada que seja desagradável. Colocar uma garrafa de um óleo essencial com um cheiro agradável tipo laranja, toranja ou hortelã (alternativo aos sais mal cheirosos) ao lado da tua cama para cheirar ao acordares a fim de te tirar do estado grogue.

8. Treina
Em vez de te forçares a acordar, treina-te para reagir instantaneamente, praticando os movimentos de acordar. Durante o dia, apaga as luzes e pratica, pulando fora da cama assim que o alarme dispara. Fazer isso umas 10 vezes consecutivamente, duas vezes por dia, até parecer automático.

Apesar de não acordar na hora poder ser a principal razão porque te atrasas, pode haver uns quantos outros fatores envolvidos também.


Gostaste deste artigo? Partilha com os teus amigos e deixa-nos a tua opinião 💙💙💙

Uma Coisa Que Pessoas Otimistas Têm Em Comum, Estão Sempre Atrasadas

O despertador tocou hoje às 7h30 – como sempre. Eu acordei, feliz por ter duas horas e meia antes de ter que ir para o trabalho. Tomei um banho rápido, comi alguma coisa, dei uma olhada nas notícias e vesti-me.

Olhei rapidamente para o telemóvel para ver as horas, certa de que ainda me restava muito tempo, apenas para perceber que…

“Oh, merda! Estou atrasada novamente!!!!”

Estou notoriamente atrasada. Muitas pessoas pensam que sou desorganizada. Outros tomam o meu atraso como algo pessoal, como se o fizesse intencionalmente para testar os seus limites ou coisa parecida…

Na verdade, eu não pretendo nada ao chegar atrasada. Sinto como se eu tivesse mais tempo do que na realidade tenho. Não me interpretem mal, eu tenho sempre um plano – e sempre faço o possível para cumpri-lo.
Sempre que tenho um compromisso, eu organizo-me antes de sair de casa. No entanto, não importa quanto eu tente, sempre demora mais tempo do que o planeado. Esta situação aplica-se ao meu trabalho e à vida pessoal. Eu sou notoriamente atrasado para reuniões e muitas vezes tenho que me explicar para o rosto irritado dos meus amigos – pacientemente esperando por mim.
É hora de encarar os fatos: sou uma pessoa cronicamente impontual – que é quem eu sou. 
Segundo estudos científicos, nós, os impontuais, somos também pessoas mais otimistas. Acreditamos sempre que conseguimos fazer tudo o que planeámos, ou melhor, acreditamos que conseguimos fazer mais do que o que estava nos nossos planos!
Faz sentido, não?!

Também és uma pessoa otimista? Comenta nos comentários e partilha com os teus amigos.
Ajuda-nos a crescer 💛💛💛