1 Por Dia, Deita Estas 100+ Coisas Fora

Limpar a desordem pode ser uma tarefa difícil, especialmente se tiveres deixado acumular por um tempo.

Em vez de perderes tempos infinitos a tratar da desordem de meses ou anos, dá passos de bebé, deitando fora um tipo de itens por dia. E deitar fora poderá ser reciclar, vender, doar ou – o último recurso – destruir.

Aqui está uma lista de 116 tipos de itens à qual, naturalmente, podes acrescentar o que te vai aparecendo e que não serve para absolutamente nada:

 

  1. O brinco restante de um par de brincos (a menos que uses desemparado);
  2. Recortes de papel de embrulho (se não serviram até aqui, nunca vão servir);
  3. Cartões dados por pessoas sem valor sentimental;
  4. Recibos que não precisas;
  5. Bilhetes de comboio, autocarro;
  6. Meias com buracos ou foguetes;
  7. T-shirts antigas;
  8. Flores secas;
  9. Revistas;
  10. CDs;
  11. Elásticos de cabelo que perderam a elasticidade;
  12. Acessórios de cabelo que não usas;
  13. Sapatos que não servem ou que não usas;
  14. Impressões extra de fotos;
  15. Pequenas bugigangas;
  16. Coisas de cozinha que não usas;
  17. Utensílios de cozinha em duplicado;
  18. Sutiens velhos;
  19. Lenços, echarpes e cachecóis que nunca usas;
  20. Roupas que não servem;
  21. Presentes que não gostas;
  22. Toalhas velhas;
  23. Maquilhagem antiga;
  24. Artigos de casa-de-banho velhos;
  25. Cabides antigos ou que não usas;
  26. Produtos de higiene pessoal vencidos ou em tamanho de amostra;
  27. Botões extra;
  28. Molhos expirados;
  29. Brinquedos dos teus animais de estimação com os quais já não brincam;
  30. Medicação expirada;
  31. Verniz seco;
  32. Faturas que não precisas de guardar;
  33. Cupons expirados;
  34. Papelada antiga;
  35. DVDs que não assistes;
  36. Biscoitos que os teus animais de estimação já não comem;
  37. Roupas danificadas;
  38. Roupas manchadas que já não podes limpar;
  39. Vestidos de formatura;
  40. Panelas antiaderentes riscadas;
  41. Roupa íntima velha ou roupa de banho que está a perder a elasticidade;
  42. Eletrónica desatualizada;
  43. Jóias enferrujadas;
  44. Canetas que não funcionam;
  45. Roupas que para ti estão ultrapassadas;
  46. Colares e pulseiras com fechos quebrados;
  47. Cabos e fios que não usas;
  48. Folhas gastas e soltas sem uso;
  49. Garrafas vazias ou quase vazias de produtos de limpeza;
  50. Botões antigos de remendar roupas;
  51. Tapetes de banho desgastados;
  52. Eletrónica partida, estragada;
  53. Bolsas que nunca usas;
  54. Talheres, pratos e copos que não combinam com o resto da tua coleção;
  55. Almofadas velhas;
  56. Sapatos desgastados:
  57. Convites de casamento;
  58. Lembretes;
  59. Lembranças de casamento que não usas;
  60. Carteiras antigas que não usas;
  61. Equipamentos de cozinha partido;
  62. Peças de mobiliário de reposição que não precisas;
  63. Manuais de montagem de móveis;
  64. Caixas e vasos não utilizados;
  65. Tupperwares extra que não precisas;
  66. Correio antigo;
  67. Correio não solicitado;
  68. Folhetos de viagem;
  69. Grampos;
  70. Lápis velhos e outro material de arte, além de marcadores que ficaram sem tinta;
  71. Recipientes e frascos aleatórios;
  72. Papéis de carta, autocolantes e notas autocolantes não utilizados;
  73. Jeans rasgados que não da moda;
  74. Arte antiga ou obras de arte das crianças;
  75. Envelopes usados ​​e rasgados;
  76. Capas de telemóvel antigas ou estragadas;
  77. Baterias antigas não utilizadas;
  78. Canecas extras e sem uso;
  79. Especiarias antigas;
  80. Etiquetas de endereço para a tua antiga morada;
  81. Fita embrulhada e papel para embrulho amassado;
  82. Cartões ou presentes de Exs:
  83. Cartões de compras frequentes que nunca usas;
  84. Caixas de fósforos usadas e isqueiros sem pedra;
  85. Sacos de compras antigos;
  86. Calendários antigos;
  87. Pastas antigas;
  88. Imans partidos ou estragados;
  89. Roupas que estão desatualizadas ou da faculdade;
  90. Decorações de Natal quebradas;
  91. Luzes de natal que não funcionam;
  92. Toalhas Desfiadas;
  93. Comida expirada;
  94. Cabos de computador e outros cabos de eletrónica que não usas;
  95. Software antigo e desatualizado;
  96. CDs para programas de computador antigos;
  97. Telemóveis antigos;
  98. Roupas de segunda mão que só guardas por que te foi dada;
  99. Camisolas promocionais que nunca usas, nem para fazer limpeza;
  100. Biscoitos da sorte;
  101. Extratos bancários antigos;
  102. Planeadores antigos;
  103. Apaga emails antigos que não precisas;
  104. Apaga as músicas que não ouves do teu iTunes;
  105. Botões extras que vêem com a roupa (se calhara roupa já nem a tens);
  106. Jogos de tabuleiro onde faltam peças;
  107. Livros escolares antigos que nunca mais usarás;
  108. Papéis que scaneaste para o computador;
  109. Livros que já leste e não gostaste; 


Por muito que esta lista te possa parecer inútil, desafio-te a usares estas dicas. No final, diz-nos quantos sacos juntaste. 
Deixo o desafio 😉

10 Regras De Ouro Para Umas Férias De Sonho Com Os Amigos

É claro que amas os teus amigos e te arrependes de não poder vê-los com mais frequência no resto do ano. É por isso que tiveste a brilhante ideia de saírem de férias juntos.

Mas cuidado! Esta aventura conjunta pode ser menos relaxante e divertida do que o esperado, e pode até transformar-se num confronto! Na verdade, terão que aprender a viver com os hábitos e humores uns dos outros. Um desafio e tanto! 

Aqui estão algumas dicas úteis para que tudo corra bem.

Organiza o elenco ideal

É muito importante escolher cuidadosamente as pessoas com quem vais de férias. Mantém-te implacável. É para o teu bem, acredita em nós!
Diz sim aos teus velhos amigos com quem já estiveste de férias e compartilham dos mesmos interesses, valores, ritmos e estilo de vida.
Diz não aos casais que estão prestes a se separar, aos pais exaustos pelos seus bebés ou adolescentes, ao colega deprimido que mal conheces ou à snobista da tua amiga de infância.

E acima de tudo, se és solteira, NUNCA vás de férias com um grupo formado exclusivamente por pais ou casais!

Antecipar

Conheces o ditado “Avisado é preparado!” Então, coloca-o em prática, organizando uma reunião com todos de antemão. Dessa forma, todos vocês podem relacionar as vossas necessidades, desejos, esperanças e potenciais preocupações. Trazer tudo isso com antecedência evitará qualquer mal-entendido.
Dica extra: para passar a tua mensagem, conta uma história sobre amigos de um amigo que também saiu de férias como um grupo.

Escolhe o lugar certo

Evita ir à casa da família de um dos membros do grupo. Mesmo que essa seja a opção mais barata, podes vir a descobrir que não consegues relaxar adequadamente. Os “convidados” iriam sentir-se menos à vontade, teriam medo de quebrar alguma coisa e talvez se sentissem em dívida.
Escolhe um lugar neutro que atenda a todos os critérios: mar, montanhas, campo, clube de férias, auto-serviço, B&B, hotel, etc. Encontra um lugar grande o suficiente para que todos possam ter o seu próprio espaço e privacidade (um quarto por casal ou única pessoa) e banheiros suficientes para evitar filas!

Não tenhas medo de mencionar dinheiro

Apesar do que podes pensar, o dinheiro ainda pode ser um tabu entre amigos. Pode ser mais fácil pedir ao teu chefe um aumento do que pedir aos teus amigos que ajudem a pagar a gasolina!
Que fique claro desde o início, fixando um orçamento para tudo, mas seja justo!
Se as tuas finanças são um pouco apertadas, não te sintas obrigada a acompanhar os outros. Podes-te arrepender quando chegares a casa.

Dica extra: mantém um caderno no qual cada um escreva exatamente o que gastou. E não te esqueças de registar regularmente.

Limita a duração das tuas férias

Não fiques tentado a passar todo o teu período anual de férias com os teus amigos. Por mais adoráveis ​​que sejam, chegará um momento em que te sentirás cansada e não sentirás o benefício das tuas férias juntos.
O período ideal de tempo é de uma semana, especialmente se nunca foste para fora antes. Sete dias são longos o suficiente para aproveitar a companhia uns dos outros e curtos o suficiente se as coisas não correrem tão bem.
Dica extra: para ajudar-te a superar todas as emoções e emoções, tira uma semana extra de férias sozinha ou com a tua cara metade!

Planeia o trabalho doméstico

Faz com que todos comprem uma pequena lousa que podes usar para anotar o planeamento. Todos devem dar uma mão.
Nunca ficaram aborrecidos se ninguém fizer a mesma coisa todos os dias, por isso, se o Pedro e a Paula forem ao supermercado no sábado, por exemplo, eles vão lavar as panelas no dia seguinte. As crianças devem ajudar também: podem arrumar a mesa, arrumar os seus quartos, etc.
Dica extra: não tentes organizar o planeamento por conta própria. Logo te cansarás e corres o risco de te tornares o bode expiatório do grupo se algo der errado. Organizem as coisas juntos!

Relaxem com as crianças

Cuida deles, mas vive e deixa viver! Eles estão de férias também. Deixe-os divertir-se com as outras crianças do grupo. Não interfiras nas suas brigas ou todos podem virar-se contra ti.
Mas decide com os outros pais o horário dos almoços e jantares das crianças, de preferência antes das refeições dos adultos, para que seja mais tranquilo para ti e para eles!
Por razões de segurança, designa sempre um adulto para ficar de olho nas crianças mais novas.
Acima de tudo: nunca dês a tua opinião sobre o modo como os teus amigos criam os seus filhos. É um assunto muito delicado.

Acalma-te

Aproveita ao máximo as tuas férias em grupo e o vosso orçamento comum, o que te permitirá utilizar serviços que não poderás pagar durante o resto do ano.
Contratar um ajudante de casa que poderia cuidar da limpeza e arrumação (banheiros, cozinha, sala de estar, etc) durante a vossa estadia e quando vocês sairem. Dessa forma, terás certeza de receber a caução novamente. Uma babá ou aupair poderia cuidar das crianças e um cozinheiro poderia preparar as vossas refeições.

Dica extra: por que não contratar um treinador pessoal para ajudá-los a manterem-se em forma durante as férias de verão?

Ser sociável

Escolheste passar as tuas férias com um grupo de amigos, então não fiques por tua conta! Faz parte do grupo. Compartilha as paixões e interesses dos teus amigos
Se a tua amiga Maria ama museus, vai visitar alguns com ela! O marido dela gosta de pescar? Por que não organizar uma viagem de pesca? Contrata algumas bicicletas para um passeio e um piquenique, joga jogos de tabuleiro para uma noite agradável ou coloca o mundo em risco …
Dica extra: nunca impor nenhuma atividade. Todos devem sentir-se livres para fazer o que quiserem.

Mantém alguma independência

Só porque vocês são um grupo, isso não significa que devem fazer tudo juntos. Pode tornar-se cansativo depois de um tempo e todos vocês precisam de algum espaço para respirar.
Não te sintas obrigada a tomar café da manhã com todos: algumas pessoas precisam dormir mais que outras! Cada um pode fazer o que quiser durante o dia, por exemplo, e aproveitar a companhia um do outro para o almoço ou o jantar.
Dica extra: escolhe um local não muito longe do centro da cidade para que possas fazer as coisas sozinha sem ter que depender de alguém para uma boleia, se não tiveres um carro.

Não te esqueças de levar um bom livro. É uma ótima maneira de escapar e pode ser um assunto interessante de conversa com os teus amigos!

Boas férias e quando voltares conta-nos a tua aventura 😊