Comportamento Dicas

15 Coisas Que Deixam de Ter Importância Aos 30 Anos


Muitas pessoas pensam que os 20 anos são os seus melhores anos, mas na verdade, eles são os piores. Tu ainda estás a tentar entender toda essa coisa de ser adulto e o que deves fazer e começas a entender o que “ressaca” realmente significa, e é tudo meio que DIFÍCIL.

Mas há uma luz no fim do túnel, porque com os teus 30 anos vem um grande alívio. Estás mais estabelecido, conheces-te a ti mesmo melhor e estás completamente à vontade em dizer “não”. Na verdade, gostas disso.

Aqui estão algumas coisas que deixam de ter importância aos 30 anos.
1. A vida das outras pessoas.
Todo o mundo está empregado, namorando, num relacionamento, noivo, casado, casado e com filhos. As pessoas finalmente estão a criar família. Impressionante! Tal como tu, seguindo em frente!
2. Ir para o lugar mais badalado para comer.
Tu não te importas se o croissant ou a panqueca são a melhor coisa depois do pão torrado. Tu não ais ficar duas horas à espera na fila para experimentar.
3. Não sair.
A ansiedade de não ir torna-se seriamente uma coisa do passado. Todo o mundo estava em algum evento incrível na noite passada? Fantástico. Tu estavas em casa, bebendo vinho com o teu gato, assistindo a séries e filmes e foi maravilhoso.
4. Fazer um grande alarido sobre aniversários.
É só mais um dia, e já comemoramos um milhão de vezes quando todos completamos 30 anos de qualquer maneira. Não vamos fazer alarido por isso. Na verdade, que tal fingir que não está acontecendo?
5. Ser amigo de pessoas idiotas.
No passado, podes ter tido as tuas razões para manter amigos por perto. Talvez fosse por conveniência, talvez fosse porque eles tinham um carro. Mas uma vez que atinges os teus 30 anos, restringes o teu grupo de amigos às pessoas que realmente queres ter por perto e / ou às pessoas que vivem dentro de um raio de cinco quarteirões e que também realmente queres ter por perto.
6. Manteres-te com todas as tendências atuais.
Nós já sabemos que tipo de música gostamos, temos todos as séries que assistimos gravados, e quase todos os filmes que saem serão tão bons (ou melhores ainda) quando assistidos a partir do conforto do nosso sofá.
7. As tuas rugas.
OK, talvez te preocupes com elas um pouco. Mas começas a criar maneiras diferentes de visualizá-las. Elas são linhas de expressão, troféus, arte em volta do olhos…
8. Drama.
Drama de relacionamento, drama de amigo, drama familiar, drama de trabalho, blá, blá, blá. Talvez tenhas gostado de ouvir os detalhes sórdidos sobre quem está a fazer-se a quem e como isso faz isso e aquilo, mas ultimamente o esforço necessário para acompanhar tudo isso não vale a pena.
9. O ocasional esbanjar.
Embora ainda estejas consciente do dinheiro, és um pouco mais liberal com o que dinheiro que gastas, porque ao contrário dos teus 20 anos, provavelmente tens algum. Ficar no hotel mais sombrio que encontras apenas para economizar 20€ e suportar um transporte publico cheio de pessoas bêbadas no final de uma noite de sexta-feira não funciona mais para ti. Vais gastar 10€ no Uber, obrigado.
10. A última moda.
Nós não estamos a dizer que tens que deixas de estar na moda, mas aos 30 anos, conhecer as tendências não significa que tens que participar delas. Porque o teu par favorito de jeans (que usaste quatro vezes esta semana) é uma opção muito mais atraente do que crop tops e tatuagens temporárias brilhantes, ou o que essas crianças malucas estão vestindo nos dias de hoje.
11. Perceber o valor do dinheiro fora de um bar aberto.
Bar aberto costumava ser sinónimo de “completamente desperdiçado”, porque tinhas que aproveitar ao máximo o facto de que as pessoas te davam álcool gratuitamente. Agora, as conseqüências de te entregares a um bar aberto nunca ficam longe da tua mente. Não precisaas de provar nada. E as ressacas dos teus 30 anos não são brincadeira.
12. Obter a primeira edição da nova tecnologia.
Lembras-te de como foi divertido sentares-te fora da Fnac ou da Apple Store para que pudesses ser uma das primeiras pessoas com o novo dispositivo de tecnologia que estava a ser lançado? Não, tu não, porque é uma merda. O teu telefone funciona muito bem, e estás feliz em esperar até que a primeira (e talvez a segunda) edição da nova fantasia crie todas as inevitáveis manias antes de jogares dinheiro fora.
13. Actualização das redes sociais.
Estás atrasado para metade das novas tendências de redes social, e da outra metade perdeste o comboio completamente. O que o Snapchat realmente faz de novo?
14. Documentar todos os momentos da tua vida.
No passado, podes ter sido o tipo de pessoa que levou uma câmara fotográfica a eventos especiais, que foram, aliás, vistos através da tua lente, e não através dos teus olhos. Agora, depois de 1.742 casamentos, chás de bebé e despedidas de solteira, estás mais do que contente em tirar algumas fotos do teu telemóvel enquanto estás presente no evento, em vez de te preocupares em capturar cada segundo dele digitalmente.
15. O que as pessoas pensam de ti.
Longe vão os dias de te preocupares em esbarrar num velho amigo quando estás vestindo o teu “talvez eu vá hoje ao ginásio, brincadeira, eu vou assistir Netflix”. Gastaste o suficiente na década anterior, a dar importância ao que dizias ou fazias e agora percebeste uma coisa muito importante: És incrível e sabes disso! Que importa se os outros acham o mesmo ou não…

Gostaste deste artigo? Partilha com os teus amigos e deixa o teu comentário 🧡🧡🧡

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s