Comportamento Relacionamento

Por Que ELE Não Te Deixa Ter Outro Relacionamento


É possível ter inúmeras relações ao longo de uma vida inteira e nunca encontrar o tal.
Também é possível passar a vida inteira com a primeira pessoa que amaste. Assim como é possível conhecer o amor da tua vida e perdê-lo.
Às vezes os amores de nossas vidas deixam-nos. Outras vezes, podemos abandoná-los. Outras vezes ainda, são tiradas de nós. A parte difícil de tudo é que nunca sabemos qual é qual, até o momento já ter passado, até sermos capaz de olhar para o passado e tirar conclusões que não conseguimos perceber quando era importante.
O amor pode vir como se de ar se tratasse, mas também pode evaporar no ar com a mesma rapidez. 

Mas então por que ele não te deixa ter outro relacionamento? Será que é mesmo ele?? 

Nunca deixamos de imaginar no que poderia ter sido.
Nem toda a gente teve essa pessoa que “fugiu” – a maioria de nós ainda tem que conhecer essa pessoa, e os sortudos já estão a partilhar a vida com eles.
Podes-te apaixonar e partir o coração, ou partir o da outra pessoa, mas aquele que se foi era o tal, o que pensaste que seria único. Ou melhor, o último com o qual pensaste que passarias o resto da vida.
As memórias de quem fugiu são as nossas favoritas incertezas porque são as lembranças mais emocionalmente “embaladas” que temos. É o “E se…”
Comparamos todas as outras relações com este “padrão de ouro”.
Quando encontramos alguém com quem imaginamos passar o resto da vida, ele torna-se a estrutura de tópicos do que procurávamos numa pessoa.
Encontrar o amor da tua vida é uma questão de tentativa e erro. Claro que alguns tens mais sorte no início do jogo mas é tudo uma questão de cruzar os tipos de candidatos.
Ao longo dos anos vamos pensando no que é importante ou que não aguentaríamos num parceiro. E eis que aparece alguém com todas essas coisas que procurávamos e sem as coisas que não queríamos. É aqui que aprendemos que a nossa carência nos leva ao não funcionamento de uma relação.
Essa é a questão sobre aquele que se foi…. e continuamos a culpar-nos a nós.
Achamos que nunca vamos deixar de o amar.
É verdade. Eu tenho medo disso. Gostava de dizer que era ficar com ele mas na verdade é mais do que isso.
Passamos um tempo significativo nas lembranças dos momentos passados, as lembranças das pequenas coisas, do que gostava, de como gostava disto ou aquilo e quando dás por ti, começas a fazer dessa mesma forma (como ele gostava).
Não posso dizer-te que ele não tenha sido uma das melhores coisa que te aconteceu mas há sempre esperança. Podes encontrar outra pessoa para amar.
Pode ser um amor diferente mas o amor aparece das mais variadas formas.
Também tens uma história destas? Partilha connosco a tua experiência e partilha o artigo com os teus amigos.
Ajuda-nos a crescer 💙💙💙
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s